Portal da escrita

Início » Resenhas » Resenha – Divergente

Resenha – Divergente

Confiram a ótima resenha de nosso parceiro Relicário de Papel.

Qual é a sua maior virtude?

Audácia, Erudição, Abnegação, Franqueza ou Amizade.

Qual você escolheria?

A resenha de hoje é sobre o primeiro livro de uma trilogia de sucesso internacional entre os jovens leitores. Estou falando de “Divergente” da editora Rocco jovens leitores, que já rendeu dois filmes lançados e tem mais um com previsão de lançamento para 2016(parte 1) e 2017(parte 2).

Não sei porque Hollywood tem que nos fazer sofrer taaaanto com essa espera infernal e esse péssimo hábito de dividir o final em duas partes! Isso acaba comigo!

Enfim, fiquei tão viciada que já li a trilogia toda em um pouco mais de 3 semanas! Decidi fazer uma resenha individual pra cada livro para que possamos ter um melhor aproveitamento da obra. Esta primeira resenha será um pouco mais introdutória e detalhada e as outras duas vão ser mais sucintas, já que é impossível falar dos outros dois livros sem dar Spoilers do que está por vir.

Sinopse:

“Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.

A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.

E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.”

Retirado do site Divergente Brasil

Primeiro, vamos às explicações… A cidade é dividida em cinco facções, de acordo com a personalidade dos membros, definida em um teste de aptidão que os jovens fazem quando completam 16 anos. Independente do resultado do teste, a pessoa deve escolher a qual facção vai pertencer pro resto da vida, sendo elas  a Amizade, Erudição, Franqueza, Abnegação e Audácia.

fac

Facções: Começando da esquerda: Abnegação, Franqueza, Amizade, Erudição e Audácia

“Há décadas nossos antepassados perceberam que a culpa por um mundo em guerra não poderia ser atribuída à ideologia política, à crença religiosa, à raça ou ao nacionalismo. Eles concluíram, no entanto, que a culpa estava na personalidade humana para o mal, seja qual for a sua forma. Dividiram-se em facções que procuravam erradicar essas qualidades que acreditavam ser responsáveis pela desordem no mundo.

Os que culpavam a agressividade formaram a Amizade.

Os que culpavam a ignorância se tornaram a Erudição.

Os que culpavam a duplicidade fundaram a Franqueza.

Os que culpavam o egoísmo geraram a Abnegação.

E os que culpavam a covardia se juntaram à Audácia.

Trabalhando juntas, as cinco facções tem vivido em paz há anos, cada uma contribuindo com um diferente setor da sociedade. A Abnegação supriu nossa demanda por líderes altruístas no governo; a Franqueza providenciou líderes confiáveis e seguros no setor judiciário; A Erudição nos ofereceu professores e pesquisadores inteligentes; a Amizade nos deu conselheiros e zeladores compreensivos; e a Audácia se encarrega da nossa proteção contra ameaças tanto internas quanto externas. Mas o alcance das facções não se limita a essas áreas. Oferecemos uns aos outros muito mais do que pode ser expressado em palavras. Em nossas facções, encontramos sentido, encontramos propósito, encontramos vida.”

Capítulo 5 paginas 48 e 49.

Ai você se pergunta: O que acontece se você não quiser ser de nenhuma dessas facções, ou se você se arrepender de sua escolha, ou se não passar na seleção interna de cada facção? Resposta: Você vira um sem facção, um mendigo, condenado a viver nas ruas sem casa, passando fome e comendo o pão que o diabo amassou. Ou seja, ninguém quer ser um sem facção!

Também é importante explicar o significado de ser “Divergente” nessa história, adjetivo que da nome ao primeiro livro:

adj m+f (de divergir1 Que diverge. 2 Em que há divergência. 3 Que se afasta.

Dicionário Michaelis

Depois da explicação de como a sociedade funciona, vamos aos fatos… Você acha que hoje em dia, seria possível uma divisão dessas? Eu acho impossível já que ninguém no mundo é inteiramente altruísta, ou franco ou corajoso, por exemplo. Quando comecei a ler achei isso uma absurdo, uma utopia maluca! (no terceiro livro, essa sociedade começa a fazer mais sentido para nós). Mas não se preocupe com isto, continue lendo e ignore o fato de ser ilógico. Você vai acabar gostando da ideia e vai começar a se perguntar a qual facção você pertenceria.

A personagem principal é Beatrice Prior, uma garota tímida da abnegação, que descobre em seu teste de aptidão que é uma divergente. Apesar de não saber muito bem o que isso significa, ela descobre que ser divergente em uma sociedade utópica como essa é muito perigoso. Ela representa uma ameaça ao sistema de facções já que é compatível com mais de um deles e precisa fazer uma escolha que pode mudar sua vida para sempre.

Eu simplesmente a adorei no primeiro livro! É uma personagem carismática, que ainda está se descobrindo, cheia de dilemas, dúvidas e acima de tudo altruísta. Mas sinceramente, o meu personagem favorito é sem dúvida o Quatro! Nossa me apaixonei perdidamente por ele. (risos) atualmente ele é minha maior paixonite literária de todos os tempos! Ele tem uma personalidade muito bem construída, é misterioso e muito contraditório às vezes, mas gosto disso nele. À medida que vamos o conhecendo melhor essa paixão só aumenta! Hahaha       download (1)

Divergente não é apenas um drama adolescente. Encontramos muitos mistérios ao longo do primeiro livro, muitas perguntas que só serão respondidas na continuação e claro, muita ação. Esse livro é muito dinâmico e a leitura flui muito bem.

O único porém é que ele não possui uma boa marcação de tempo. Já terminei a trilogia a até agora não sei quanto tempo se passou do início ao fim da trama, se foram meses ou anos e isso é muito ruim! As vezes uma marcação de tempo não muito clara, nos deixa confusos, pois os personagens evoluem, tudo evolui e ficamos perdidos sem saber quanto tempo se passou desde aquele dia em que tudo começou. Chato isso! =/

FILMES

filme

Fui motivada a começar o primeiro livro depois que assisti o primeiro filme. Gostei bastante da história, mas achei um pouco confusa, por isso resolvi ler os livros e aí sim, compreendi melhor toda a trama. Indico o filme pois não o achei ruim, apesar de que depois de ler o livro vi que eles deram uma baita modificação em algumas coisas, nada que atrapalhe ou mude o rumo da história.

Ainda não tive a oportunidade de assistir o segundo filme que foi lançado no mês passado no Brasil.. então quando eu assistir conto um pouco pra vocês das diferenças. O terceiro filme será dividido em duas partes; (odeio muito quando fazem isso!) a primeira parte só será lançada em 2016. buáa!

Os atores são muito bons e acho que foram muito bem escolhidos. Contamos com a estrela de Hollywood Kate Winslet (Rose do Titanic) como Jeanine Mattews, Shailene Woodley (Hazel Grace, de “A culpa é das estrelas”) como Beatrice, Ansel Elgort (Gus de “A culpa é das estrelas”) como o irmão de Beatrice, Caleb Prior, Maggie Q (ex Nikita) como Tori, e muitos outros rostos conhecidos por aí…

Sim, é muito estranho ver o Ansel Elgort interpretando o irmão de sua ex namorada na ficção, Shailene Woodley! (risos). Dizem que as pessoas que amamos no passado sempre voltam na próxima vida como pessoas próximas de nós, vai que esse é o caso né?! Kkkk

Site para baixar torrent do primeiro filme: Filmes via torrent

Aproveito para indicar a vocês o site Divergente Brasil, que andei consultando durante a minha leitura e achei tudo super bacana! Lá você encontrará mais informações sobre a trilogia de livros, sobre os filmes, novidades e ainda pode fazer um teste super legal de qual facção você pertenceria. Vai lá e confere!

Bom pessoal acho que é isso! Indico muito a leitura dessa trilogia. Não precisa ficar com medo de ser “velho demais” ou “novo demais” pra ler esse livro. Tenho quase 22 anos e não me senti idiota ou infantil por lê-lo, achei na verdade muito agradável, pois não é igual a aquele drama meloso que você leu no ensino fundamental e médio nem nada disso…não precisa ter medo de ser julgado, ok? Devemos ler sempre o que nos agrada, independente da faixa etária ou do gosto alheio.

FICHA TÉCNICA

Título: Divergente (Divergent)
Autora: Veronica Roth
ISBN-10: 8581221513
Editora: Rocco Jovens Leitores
Ano: 2012
Número de páginas: 502
Área principal: Ficção, Romance.
Classificação: 5 estrelas

Espero que tenham gostado da resenha de hoje. Cuidado para não ficarem viciados na leitura. (risos)

Em breve, a resenha dos outros dois livros da série… aguardem.

Um Beijo e até a próxima! 18151801856403

Confira outras resenhas e artigos em Relicário de Papel.

Anúncios

4 Comentários

  1. Clara Luar disse:

    Adorei! Você escreve com tanto capricho que é difícil não querer ler! ❤ ❤
    Se interessar, estou começando um blog literário. Por favor faça-me uma visita, vou adorar!
    Espero que possamos ser amigas. ❤
    Clara
    (www.gentefazendolivro.wordpress.com)

    Curtido por 1 pessoa

  2. Adorei! É muito legal reler sua resenha em outro lugar!
    Beijos

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: