Portal da escrita

Início » Novos Talentos » Devaneio

Devaneio

bedroom-1082262_960_720.jpg

Numa noite dessas, deitado na cama, observando o teto cheio de infiltração. Notei que a pintura já se desfazia e ameaçava cair no centro da cama. Não tinha preocupações estéticas, nem materiais. Fosse o que fosse, poderia cair em paz. Ficaria preocupado se no meio da noite caísse na dama que estivesse fazendo amor comigo. Mas, no fundo, esse risco eu saberia que não correria. As damas dessa época não costumam fazer amor com desempregados, nem tampouco aturaram uma barba mal feita lhes roçando o pescoço.

Outro dia estive pensando porque me sentia tão só. As pessoas costumam dizer que ninguém fica sozinho para sempre, mas não acreditava nessas bobagens. Sempre estive sozinho e nada fizeram. Talvez fosse meu cheiro, as minhas vestes, meu vicio, meu gosto por músicas clássicas e conversas sobre clipes musicais dos anos 80, que afastavam as garotas.

Nayane Nayse

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: