Portal da escrita

Início » Novos Talentos » PAPAI NOEL E O NATAL

PAPAI NOEL E O NATAL

Existem muitas figuras que representam o Natal. Além do próprio Jesus Menino na manjedoura, cerado por animais e por seus próprios pais, pastores ou reis magos, temos o Papai Noel, o Boneco de Neve, a Estrela Guia, o Pinheiro e outros.

A imagem do Papai Noel trazendo presentes para as boas crianças funciona como uma Cuca ao contrário. Enquanto a Cuca é o Bicho Papão, que devora as crianças desobedientes e más, o Papai Noel é o benfeitor, o bom velhinho que sai das regiões árticas em seu trenó puxado por renas para distribuir presentes para todas as crianças, independente de sua condição social.

O verdadeiro Papai Noel chamava-se São Nicolau de Mira, Ele viveu no século IV depois de Cristo e é o santo padroeiro da Rússia, Grécia e da Noruega, mas também é cultuado em Portugal, na cidade de Guimarães, como padroeiro dos estudantes.. Ele ficou conhecido como o Taumaturgo, devido aos inúmeros milagres que realizou, inclusive por ressuscitar crianças em Mira na Turquia. Também ficou conhecido por sua caridade e por ser amigo das crianças, dando-lhes presentes. Preocupou-se ainda com a educação delas e de suas mães. Uma lenda conta que, para ajudar uma família que não tinha como pagar o dote para casar as filhas, ele jogou um saco de moedas de ouro e prata em sua casa (provavelmente, na chaminé). Começaram a associá-lo ao Natal na Alemanha. Primeiramente, ele era representado em seus trajes de bispo. A imagem clássica, no entanto, de velhinho gordo, de roupas vermelhas, surgiu nos EUA e Canadá, devido à multinacional Coca-Cola.

No Brasil, ele é o famoso Papai Noel; em Portugal, é o Pai Natal.

Embora muitos não saibam, foi criada uma versão totalmente brasileira do Papai Noel: o Vovô Índio. Alguns atribuem sua origem a Monteiro Lobato, em uma tentativa de “nacionalizar” o mito.  O criador do Vovô Índio teria sido o integralista Plínio Salgado.  Outro integralista, Osvaldo Teixeira, teria desenhado também o personagem. Lobato teria organizado um concurso para escolher o melhor desenho do Vovô Índio.

Outro personagem apareceu para disputar com Vovô Índio o papel de Papai Noel brasileiro: foi o Pai João, criado por Joracy Camargo. Pai João, no entanto, era africano e não o consideraram uma figura representativa de nossa nacionalidade, ou seja, ele não era fruto da miscigenação. Vovô Índio, por sua vez, era filho de uma índia com um negro e fora criado por uma família de brancos, a qual alforriou o cafuzo depois.

Vovô Índio conversava com os animais e vivia na floresta, lugar onde fabricava seus brinquedos com a ajuda de duendes bem brasileiros, os sacis. No lugar das renas voadoras, ele usava botos cor de rosa voadores.

Na década de 30, Christovam Camargo escreveu o “Fabulário do Vovô Índio”, livro que, na minha opinião, deveria ser republicado.

Vovô Índio é, sem dúvida, um personagem bem interessante e símbolo de nossa nacionalidade. Acredito que o Pai João, de Joracy camargo, também seria um bom representante do Papai Noel brasileiro – ele está associado ao amor às crianças, à escravidão (torpe escravidão!), aos tradicionais contadores de histórias, como Tia Nastácia e Tio Remo.

 

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: