Portal da escrita

Início » Novos Talentos » MESSIAS E SUPER-HERÓIS

MESSIAS E SUPER-HERÓIS

Aproveitando o concurso “Wanted: Procura-se Super-Heróis”, vou falar de um tema bastante interessante, sobre o qual eu já li em revistas. Trata-se da estreita relação que existe entre o messianismo e a ideia básica por trás dos super-heróis. O messianismo é parte integrante da literatura judaico-cristã e os super-heróis também fazem parte de nossa literatura, principalmente dos quadrinhos.

O messianismo desenvolveu-se há muito tempo, entre os hebreus. Um dos pioneiros foi o próprio Moisés, que falou de seu sucessor, o guerreiro Josué, como um enviado especial que iria substituí-lo. O termo “messias” surgiu anos depois de Moisés, com o advento da monarquia na terra de Israel. O nome significa “ungido” e era uma alusão aos reis e sacerdotes do país que, para assumirem seus respectivos postos, tinham que passar por um ritual que consistia na unção com óleo.

O profeta Isaías desenvolveu muito as ideias sobre messias, aludindo a um “enviado”, “escolhido”, “um servo sofredor”, o Emanuel que libertaria o povo judeu. Em maior ou menor grau, todos os profetas falaram de um messias, de seu próprio jeito, com sua própria visão. Foi assim que, na época de Jesus, um Messias era aguardado com ansiedade pela população de Israel, na esperança de libertação do jugo romano.

Os criadores do Super-Homem, Joe Shuster e Jerry Siegel, eram judeus e inspiraram-se na tradição messiânica para criar o super-herói mais famoso e mais popular do mundo. Tal como o Messias, que ninguém sabia ao certo quem era e podia viver disfarçado entre os homens (várias vezes, o próprio Jesus omite sua identidade de Messias), o Super-Homem escondia-se sob a identidade de Clark Kent, repórter do Planeta Diário (somente em situações de perigo, ele revela sua identidade secreta, para ajudar as pessoas que estão precisando, lutar contra o crime e a opressão). Como Jesus, ele também veio do céu e teve pais adotivos.

O Super-Homem de Nietzsche é o equivalente alemão do Messias judeu. Um homem com as melhores qualidades possíveis, capaz de atos sobre-humanos.

Muitos super-heróis seguem essa ideia básica: superpoderes, identidade secreta, condição de salvadores, princípios morais elevadíssimos, podem se tornar governantes especiais. Os super-heróis japoneses não fogem à regra – lembro, especialmente, Spectreman, um super-herói que veio do céu para cumprir uma missão a mando dos Dominantes (espécie de divindades alienígenas): salvar a Terra da destruição. Spectreman fez muito sucesso na televisão brasileira, na década de 80.

Bem, os messias e os super-heróis se equivalem. Jesus era um super-homem com poderes especiais para curar doenças, ressuscitar mortos, dominar as forças da natureza e até voar (já que ele subiu ao céu). O Messias era esperado como um grande guerreiro, valente e forte, capaz de subjugar todos os inimigos e de estabelecer um reino perfeito na Terra. O próprio Jesus é retratado como um guerreiro no Apocalipse e os super-heróis são guerreiros valentes que lutam pela justiça e protegem os homens.

Existem muitos pontos em comum entre  os esperados messias, desde a sua origem na Palestina até serem filtrados pela cultura europeia, e os nossos amados super-heróis. Basta procurar nas histórias em quadrinhos, nos filmes, nas séries e nos livros e encontraremos muitos indícios reveladores e detalhes interessantes.

 

 

 

Anúncios

2 Comentários

  1. Léo Barreto disse:

    Ótimo post! E nunca o Superman esteve representado de forma tão messiânica quanto no último filme.

    Abs!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: