Portal da escrita

Receba nossa novidades em primeira mão!

Junte-se a 56.322 outros seguidores

Anúncios

Bem-vindo ao Portal da Escrita!

SITE / LIVRARIA / SOBRE MIM / NEWSLETTER

“Era o dia quatro de setembro de 2015 quando eu nasci. Tão pequenino! Mas com uma missão maior do que eu poderia imaginar: mostrar ao mundo que escrever poderia ser divertido.

Foram tantos contratempos, tantas dificuldades ao tentar conquistar meu objetivo. Mas eu não desisti! Perseverei e aos poucos, as pessoas começaram a me ouvir, e veja só, começaram até a gostar da minha companhia.

O tempo passou, eu cresci, e sabe como é, precisava de um espaço maior onde pudesse arrumar tudo do jeitinho que mais gosto e que também, comportasse todos os meus sonhos.

Mas não queria um espaço só meu. Você é meu convidado especial nesse cantinho!

Como chegar aqui? É fácil… Siga em frente na avenida Sonhos, vire à esquerda na travessa da Fantasia (cuidado com as ideias espalhadas pelo chão, ali costuma ser uma bagunça), vagueie sem pressa até encontrar um portal. Assim que encontrá-lo, entre sem medo. Pronto! Você chegou.

Ah! Pode trazer quantas pessoas quiser. Aqui tem espaço para todos os sonhos do mundo. E o melhor, aqui eles se tornam reais.”


O Portal da Escrita foi criado em 2015, e tem como meta, mostrar que a escrita é para todos e que a literatura pode ser divertida. Nas oficinas produzidas pelo Portal, todos são protagonistas: ensinando, aprendendo e criando de forma colaborativa, transformando desde a menor ideia em grandiosos e inovadores projetos.

Nosso primeiro lançamento foi o livro digital Jovens Escritores, Grandes Histórias em 2015 e em 2016, o livro físico Do Nascimento ao Epitáfio, já publicado pela editora Illuminare, livro que reuniu alguns dos contos produzidos em nosso I Game Literário e contou com a participação de escritores do Brasil e de Portugal, além de juradas maravilhosas <3.

Se você tem um projeto diferente, criativo, inovador, saiba que aqui tem espaço para todos os sonhos do mundo. E o melhor, aqui eles se tornam reais.

Seja bem-vindo ao Portal da Escrita!


Livros, cursos, oficinas e workshops para quem ama e/ou sonha em viver de literatura ❤

Agora também teremos conteúdo exclusivo para os vestibulandos!!!

O Portal da Escrita na internet.


Conheça também a nossa revista: Litera Digital e a nossa editora, a editora IKIGAI.

Trazendo uma oportunidade real de publicação para novos autores.

Esperamos por vocês!!!

Revista Litera Digital – 01/2017 – Plataformas Digitais

Lançamento: 10 de janeiro

Quero ler!


Quer ter seu texto publicado aqui no Portal? Preencha o formulário e aguarde nosso contato.

 Assine nossa newsletter e não perca nenhuma novidade.

Anúncios

DECEPCIONADO COM ALGUÉM?

 

Sobre o perdão…_

Alguém lhe magoou? Talvez você tenha motivo para estar magoado, mas não precisa ficar. Não precisa alimentar este mal dentro de si.
Pessoas são imperfeitas, elas tendem a mentir, enganar, falhar conosco. Mas nós também não somos perfeitos, certamente já falhamos com alguém também.
Mas o que faremos então com toda essa dor provocada pela ferida que se abriu? Tomamos remédio! E o remédio para esse mal é o perdão. Talvez a pessoa não mereça. Talvez nós mesmo não estamos dispostos, mas é preciso ser feito mesmo assim, para que sejamos curados e livres desse mal.
O Senhor nos deu o exemplo na cruz, quando intercedeu ao Pai pedindo que perdoasse aqueles que o martirizava. Eles não mereciam, nem nós merecemos, mas o temos mesmo assim, pois isso se chama Graça!
Certa vez um homem sábio disse que o perdão constrói pontes, onde a decepção cavou abismo.
Você que nesse momento se encontra no abismo da mágoa e da dor, saiba que Deus quer lhe tirar dessa situação. Ele veio para salvar, curar e libertar, basta você se dispor a sair dessa.
Nunca é totalmente fácil liberar perdão a um ofensor e geralmente não conseguimos sozinhos, mas Deus está disposto a ajudar, basta pedir a Ele.
Perdoar não tem a ver com deixar o ofensor sair impune e sim com deixar o caminho livre para Deus nos curar e exercer a justiça dEle sobre a nossa causa.

MÃES

Poucas palavras e muita verdade!

Portal da escrita

FB_20150630_12_10_41_Saved_PictureMãe de barriga ou mãe de vida, mãe desde sempre ou escolhida… As formas de maternidade variam, mas o amor não!
O amor de mãe é o que mais se assemelha com o amor de Deus! É puro carinho e cuidar!
Parabéns a todas vocês Mamães, que amaram com desprendimento do seu próprio eu, que doaram seu tempo, amor e cuidar, e nem foram reconhecidas e hoje provam o amargor da indiferença!
Àquelas, que sofreram o duro golpe de ver a ordem natural ser invertida e perderam seus filhos prematuramente!
Que o amor de Deus venha te confortar e te curar!
Àquelas, que não pouparam esforços para acariciar mas também educar.
Àquelas, que são mães especiais, que não gerou a criança no seu ventre, mas a gerou no coração, e as envolveu no seu amor.
Parabéns mães pela luta diária e pelo empenho empregado.

“Sejam fortes e não desanimem,pois o…

Ver o post original 14 mais palavras

DE PAI PARA FILHOS

C__Data_Users_DefApps_AppData_INTERNETEXPLORER_Temp_Saved Images_images2OAIDGM8

Por que se sente só? Se prometi estar contigo até a consumação dos séculos?  (Mateus 28:20
Porque o receio de prosseguir? Se estou contigo por onde quer que fores? (Josué 1:9
Porque o medo? Se lhe prometi segurança? (Isaías 43:2)
Eu estava lá, quando suas lágrimas molharam o travesseiro.
Eu estava lá, quando suas forças falharam e os seus pés tropeçaram.
Eu estava lá, quando veio ao chão e pensou em desistir.
Eu estava lá, quando na escuridão da noite pensou que era o fim.
Mas eu também estava lá, ao amanhecer concedendo-lhe um novo dia, uma nova chance, e renovando-lhe a esperança. Quando seus olhos se abriram e achou em ti força para prosseguir.
Não sou o responsável pelo o mal efetuado. Mas sou o responsável pelos bens a ti outorgados.
Sinto o seu sofrer. Compreendo o seu modo de pensar e de falar.
Mas eu estive lá!
A dor de perder um ente querido? Sei como é! (João 11:32-35)
Ser traído? Já passei por isso! (Mateus 26:48-50)
Ser agredido e humilhado? Sei bem como se sente! (Mateus 26:66-67)
Ser preso injustamente? Ser abandonado pelos seus? Sei exatamente como é! (Marcos 14:43-50)
Compreendo a sua dor e por nenhum momento lhe deixei só! (Hebreus 13:5)
Apenas peço-lhe que não rejeites minha companhia e saiba que, por mais que esteja distante de mim, jamais lhe perdi de vista!

 

Monýh Oliver

https://www.facebook.com/AbrigodaAlma/

MÃES

FB_20150630_12_10_41_Saved_PictureMãe de barriga ou mãe de vida, mãe desde sempre ou escolhida… As formas de maternidade variam, mas o amor não!
O amor de mãe é o que mais se assemelha com o amor de Deus! É puro carinho e cuidar!
Parabéns a todas vocês Mamães, que amaram com desprendimento do seu próprio eu, que doaram seu tempo, amor e cuidar, e nem foram reconhecidas e hoje provam o amargor da indiferença!
Àquelas, que sofreram o duro golpe de ver a ordem natural ser invertida e perderam seus filhos prematuramente!
Que o amor de Deus venha te confortar e te curar!
Àquelas, que não pouparam esforços para acariciar mas também educar.
Àquelas, que são mães especiais, que não gerou a criança no seu ventre, mas a gerou no coração, e as envolveu no seu amor.
Parabéns mães pela luta diária e pelo empenho empregado.

“Sejam fortes e não desanimem,pois o vosso trabalho será recompensado. (2 Crônicas 15:7)”

FELIZ DIA DAS MÃES!

 

Monýh Oliver

https://www.facebook.com/AbrigodaAlma/

VISITA AO CÉU

Enquanto dormia, recebi uma visita que me chocou. Era um anjo: um lindo anjo de vestes alvas e rosto radiante. Confesso que foi a primeira visita do outro mundo que recebi.
Como que cumprindo deveres de apresentação, ele disse:
— Não tenha medo! Sou Rafael, um dos anjos que comparecem perante o torno de Deus. Sou o anjo da cura.
Eu estava boquiaberto diante da glória daquele ser tão poderosos e iluminado. Como que lendo meus pensamentos, ele disse:
— Não se assuste! Um dia você também brilhará!
Em seguida, ele estendeu sua mão e, em segundos, estávamos voando pelo céu noturno, como Peter Pan e Wendy. Eu via as estrelas brilhando bem pertinho de mim bem como a lua cheia, um perfeito círculo cheio de manchas no firmamento divino.
Olhei para baixo e divisei as casas lá embaixo, as ruas, os postes que iluminavam, alguns cães passeando…
Quando novamente ergui os olhos, vi-me diante de um alto portão dourado, flutuante sobre o “nada”.
— Aqui é o sétimo céu! — explicou-me o anjo — Onde o próprio Deus habita.
Essa revelação fez-me lembrar de São Paulo, o qual afirma em sua epístola que, certa vez, foi ao sétimo céu (fora ou dentro do corpo). Sem sombra de dúvida, eu era um privilegiado. A benção de Deus é também para os homens fracos e pecadores.
Ao invés de abrirmos o portão, voamos sobre ele e descemos sobre uma linda alameda, ao longo da qual havia muitas flores: jasmins, rosas, cravos, crisântemos, lírios, girassóis, papoulas…
Havia inúmeras pessoas trajando vestes brancas, e anjos, e animaizinhos e animalões. Um belíssimo leão de juba ruiva, ao invés de urrar, sorriu para mim, cheio de bondade.
– É o Leão de Judá — explicou-se Rafael, sobre o qual uma espécie de holofote, em algum lugar, parecia direcionar sua luz azulada
Nesse momento, houve uma mudança sísmica, tudo tremeu sob nossos pés e eu acordei novamente em minha cama. Mas, eu sabia… Não fora um sonho.
E aquela viagem continuou em outra ocasião.

OS HOMENS QUE RESSUSCITARAM

A ressurreição é um fenômeno formidável descrito na Bíblia, mas também compartilhado por culturas diferentes da judaica, como a egípcia e a grega. Os faraós eram embalsamados na esperança de, um dia, retornarem à vida. Uma lenda grega conta que Asclépio, um famoso médico, teria ressuscitado uma ou mais pessoas, trazendo-as do Reino de Hades de volta à vida. Era um semideus barbudo, filho do deus Apolo e de uma ninfa. Andava sempre com um bastão e foi ensinado na arte de curar por uma serpente e pelo centauro Quiron.

Na Bíblia, existem casos célebres de ressurreição. O profeta Elias, cuja origem é desconhecida, teria ressuscitado o filho de uma viúva na cidade de Sarepta. Em alguns escritos extra bíblicos judaicos, esse garoto é identificado com outro profeta, Jonas (o mesmo que seria engolido por um grande peixe anos depois). Segundo essa crença, Jonas tornara-se imortal após sua ressurreição. Elias, por sua vez, jamais conheceu a morte, sendo elevado ao céu em seu corpo material. Na angelologia judaica, Elias transformou-se no Arcanjo Sandalphon, irmão de Metatron (que seria Enoque, “Aquele Que Deus Levou”, segundo o Gênesis).

Eliseu, sucessor de Elias, também ressuscitou o filho de uma viúva. Depois de ter morrido, esse profeta operou o que pode ser considerado o maior de seus milagres. Durante uma guerra, jogaram o corpo de um dos soldados na mesma sepultura de Eliseu e, assim que tocou em seus ossos, o soldado retornou à vida!

Moisés nunca ressuscitou ninguém, mas realizou a cura em massa de muitos hebreus que haviam sido mordidos por serpentes venenosas. Para isso, ele usou uma cobra de bronze enroscada em um mastro (o que remete à imagem do caduceu de Mercúrio e Asclépio). A Serpente de Bronze, posteriormente, foi adorada pelo povo judeu sob o nome de Neustã.

Nos tempos de Jesus, o rabino judeu ressuscitou a filha de Jairo, o filho da viúva de Naim e Lázaro, que alguns identificam como o mesmo jovem de Naim (seria o mesmo fato narrado sob a ótica de diferentes evangelistas).

O Evangelho de João, depois de bem analisado, permite identificar Lázaro como o Discípulo Amado. Para muitos, esse discípulo era João, mas Lázaro se enquadra bem como candidato ao título.

Primeiramente, Lázaro só é citado nesse evangelho e, somente nesse evangelho, alude-se ao Discípulo Amado. As irmãs de Lázaro, ao comunicar a morte dele a Jesus, referem-se a ele como “aquele que Jesus amava”.

O fenômeno da ressurreição de Lázaro realmente causou comoção entre os judeus. E, ao que parece, tal como Jonas, Lázaro, após a ressureição, tornou-se imortal. Como ele havia retornado dos mortos, os outros discípulos ficaram curiosos quanto ao seu destino, de modo que perguntaram a Jesus sobre o que aconteceria a ele, ou melhor, ao Discípulo Amado:

— E quanto a este, Senhor, o que será dele?

— Se eu quiser que ele permaneça até que eu volte, o que têm vocês com isso? — respondera Jesus.

Por isso, surgiu o “boato” de que Lázaro (o Discípulo Amado) não morreria.

Durante a crucificação, conforme o Evangelho de Mateus, fenderam-se as rochas, abriram-se os túmulos e muitos santos ressuscitaram e entraram na cidade de Jerusalém. Provavelmente, esses santos também não mais conheceram a morte.

Mas, quem foram esses santos?

Mateus não os identifica, mas será que foram os santos do Antigo Testamento, como os Patriarcas, os Profetas, Esdras (que alguns identificam com o Anjo Azrael)? Ou foram santos mais recentes, que haviam servido a Deus e receberam a benção da ressurreição durante a morte de Jesus?

Não sabemos.

Mas, uma coisa é certa: a ressurreição é um fenômeno espantoso e admirável, desejado por muitos.

Quem não gostaria de rever seus entes queridos, falecidos há muito ou pouco tempo?

 

 

 

 

INCOMENSURÁVEL PODER

Portal da escrita

Picsart2017-12-3--15-43-37.jpegHá um incomensurável poder dentro de nós, que quando é ativado, ele é como um combustível que gera a ação e esta ação produz frutos abundantes na terra de nossas impossibilidades.
Esse poder se chama Fé. Quando ela está ativada, é através dela que Deus nos fortalece e nos impulsiona a seguir em frente, mesmo quando todos retrocedem.
Nos faz portar corajosamente diante das batalhas diárias.
Nos faz pisar firme no primeiro degrau, tendo a certeza que chegaremos no último. Que chegaremos ao topo se assim não desanimarmos. Mesmo que sejam 100 degraus.
Ela nos capacita a mover da nossa frente a montanha chamada adversidade e jogá-la para longe de nós.
E nos faz ir além. Nos faz seguir acreditando que no final tudo dará certo, mesmo que no momento tudo esteja dando errado.

*** Monýh Oliver

Monýh Oliver é filha, irmã e amiga.
É contista e romancista, e ama…

Ver o post original 19 mais palavras

LIDANDO COM AS FALHAS

C__Data_Users_DefApps_AppData_INTERNETEXPLORER_Temp_Saved Images_images82K06XB1Talvez você tem andado, desanimado por novamente ter falhado. Não pretendia, mas falhou! Falhou quando deixou um bom emprego escapar. Falhou perante o cônjuge. Falhou com seu filho, com sua filha. Falhou com sua família quando decidiu seguir o falso brilho que as drogas oferecem…
Talvez você tenha falhado com seus funcionários. Talvez você ocupe uma posição governamental e não tenha falhado apenas com sua cidade ou estado, mas sim com todo um país!
Talvez essa seja a sua realidade: O desespero já tomou conta do seu ser, por não suporta mais ver a decepção refletida nos olhos de quem você tanto ama, porém tanto fez e faz sofrer. Chegaste ao mais fundo poço!
Os problemas lhe sitiaram. As circunstâncias cobram o seu alto preço e você não tem idéia do que fazer para mudar essa situação.
Se prostrar em desânimo não trará resultado, ao menos não o almejado. Tentar encontrar algum culpado também não. Apenas chorar muito menos! Apesar de que chorar as vezes até é bom, pois de certa forma alivia a tensão que pressiona a alma e até funciona por um tempo, mas chegará um momento em que para que haja uma mudança positiva, será necessário desencruzar os braços, enxugar as lágrimas e agir. Mas não agir precipitadamente movido por emoções que muitas vezes nos desnorteia. O que fazer então?
Primeiro passo é assumir a sua humanidade. Humanos infelizmente falham! Porém, de toda falha é possível extrair um útil aprendizado.
Segundo passo é reconhecer suas falhas e o quanto elas não só afetaram a você, mas como também afetaram de forma implacável aqueles que você ama e se você tem interesse em ingressar em um novo bom começo, vamos direto ao passo três: Arrependa-se de seus erros. Peça perdão a Deus, peça perdão àqueles a quem você feriu.
Não tente solucionar tudo sozinho. Deus pode lhe ajudar. Levante-se do chão com o auxilio que certamente virá do Criador, bata a poeira e siga em frente! Nenhum ser humano está livre de falhas, não que isso seja desculpa para fazer das falhas uma prática diária, a questão aqui está em como se lida com elas.
E já que estamos falando em falhas, lembra-se dos 12? Sim os 12 discípulos de Cristo. Nossa mente obviamente assimila que para ser escolhido pelo próprio Senhor, a pessoa deveria ser muito especial, íntegra e correta em todo o proceder. Se isso confere, o que tem a dizer de Pedro?
Pelo o que a Bíblia nos conta, ele negou ao Senhor antes mesmo de pregá-lo. Se retrocedermos mais nas páginas das Sagradas Escrituras encontraremos Davi, o homem segundo o coração de Deus (título esse vindo da boca do próprio Deus), pois bem, ele foi um adúltero e um homicida, antes de chegar à esse título. Note que esses dois tem bastante em comum…
Os dois falharam. Os dois se arrependeram e ambos foram abraçados pela Graça! Note ainda que se prestarmos atenção, suas falhas são conjugadas no tempo verbal passado. “Negou”, “Foi”. Não só porque ocorreram no passado e sim porque eles seguiram em frente e as deixaram para trás e eles só conseguiram seguir adiante porque reconheceram suas falhas e com o auxílio do Senhor as superaram.
Se eles sendo humanos conseguiram, porque eu, você, cada um de nós não conseguiríamos?
O fato é que os tais não permitiram que suas falhas os definissem. Não permitiram que elas ditassem e colocassem um ponto final na história deles. Eles permitiram que Deus os curassem e se tornaram melhores. O mesmo pode acontecer com cada um de nós incluindo você, apenas tenha um mínimo de fé.

Lide com as falhas de uma maneira acertada. Deixe-as no passado e siga em frente. Reconheça a sua dependência de Deus. Não permita que as falhas sejam a sua destruição. Faça delas uma porta pela qual Deus lhe regenerará, lhe fortalecerá, lhe aperfeiçoará e lhe fará ser uma benção.

 

 

Monýh Oliver

https://www.facebook.com/AbrigodaAlma/

 

O MENINO QUE FAZIA MILAGRES

Portal da escrita

Esta é uma história encantadora. Havia, em uma cidade cujo nome eu prefiro omitir, um garoto especial. Ele nascera com um dom especial, conferido por Deus e pelo seu Anjo da Guarda, que era Azrael. Quando ele tinha seis anos, ele tocou um pardalzinho ferido, que jazia no meio da rua, de pernas para cima — imediatamente, a ave ficou curada e ganhou os céus.
O talento do menino foi se tornando evidente à medida que o tempo passava. Muitas pessoas iam até ele para ser curadas de suas enfermidades: febres, dores de cabeça, problemas de circulação, dores na coluna. Ele curou até um câncer de um velhinho!
Começaram a considerá-lo um santo. O padre abençoou a criança, dizendo que ela, certamente, anunciava o iminente retorno de Jesus e o início da Nova Era, os celebres mil anos dos quais fala o Apocalipse. Estudiosos da paranormalidade foram à cidade investigar…

Ver o post original 481 mais palavras

O MENINO QUE FAZIA MILAGRES

Esta é uma história encantadora. Havia, em uma cidade cujo nome eu prefiro omitir, um garoto especial. Ele nascera com um dom especial, conferido por Deus e pelo seu Anjo da Guarda, que era Azrael. Quando ele tinha seis anos, ele tocou um pardalzinho ferido, que jazia no meio da rua, de pernas para cima — imediatamente, a ave ficou curada e ganhou os céus.
O talento do menino foi se tornando evidente à medida que o tempo passava. Muitas pessoas iam até ele para ser curadas de suas enfermidades: febres, dores de cabeça, problemas de circulação, dores na coluna. Ele curou até um câncer de um velhinho!
Começaram a considerá-lo um santo. O padre abençoou a criança, dizendo que ela, certamente, anunciava o iminente retorno de Jesus e o início da Nova Era, os celebres mil anos dos quais fala o Apocalipse. Estudiosos da paranormalidade foram à cidade investigar o fato acompanharam diversos eventos relacionados às maravilhas que o garoto realizava.
Os próprios médicos solicitavam a ajuda do menino nos hospitais e clínicas e o resultado é que, muitos doentes terminais, recuperaram sua saúde e saíram de volta às suas casas, completamente curados, para felicidade de seus entes amados.
Certo dia, contudo, aconteceu uma tragédia na vida do Menino Que Fazia Milagres…
O pai de MQFM sofreu uma parada cardíaca e faleceu. A mãe entrou em desespero. O menino, que tinha apenas 10 anos, também se desesperou. O cãozinho de estimação ganiu de tristeza. Os familiares se compadeceram. Os vizinhos se solidarizaram. Os amigos dirigiram palavras de conforto. O padre encomendou a alma do homem.
E o sepultamento aconteceu.
Na semana seguinte, MQFM foi sozinho ao cemitério e, ajoelhado ao lado da catacumba, conversou com seu pai:
— Papai, como queria que o senhor estivesse conosco! Ó, Deus, devolve à vida a papai!
E tocou a catacumba enquanto chorava. Foi quando escutou, de dentro da catacumba, alguns ruídos. Um funcionário do cemitério que andava por ali também escutou. Ele chamou os colegas e logo abriram a catacumba. Do caixão, vinham sons de pancadas e palavras:
— Há alguém aí?
Abriram o caixão e o pai do menino levantou-se, completamente vivo, sem sinal algum de doença, a face vermelha e saudável.
A alegria foi imensa. O menino abraçou o pai e ambos choraram de felicidade. E choraram também os empregados do cemitério.
A notícia espalhou-se por toda a cidade e muitas pessoas vieram de longe para homenagear a família de MQFM, que fora abençoada com o maior dos milagres.
Mas, não foi só isso. MQFM continuou fazendo suas curas e trazendo de volta à vida pessoas que morriam apesar dos cuidados médicos, pacientes em estado de coma e até um homem que morrera há trinta anos!
E toda essa história é um fato, uma verdade que estou registrando como exemplo e inspiração para as pessoas. Muitos são os relatos de cura pela fé. A fé move montanhas e opera prodígios.
E a história do Menino Que Fazia Milagres não termina aqui. Certo dia, quando ele tinha doze anos, o garoto revelou outra curiosa habilidade: a de voar. Ele voou pela cidade e pousou sobre a alta torre da catedral.
Em seguida, voou ainda mais alto e atravessou as nuvens, alcançando o Céu. Deus transformou-o em anjo. Ele sempre fazia viagens ao Paraíso e trazia mensagens de amor e paz à humanidade. Os seus pais estavam tão maravilhados que quase não podiam acreditar — a mãe sentia-se como Maria e o pai sentia-se como José, os pais de Jesus.
Mas, essa é a mais pura verdade. Meu nome é Marcelino e tenho minha própria história, que já foi contada na forma de livro. Conheço o Menino Que Fazia Milagres, que hoje se chama Emanuel (nome que seu Anjo da Guarda lhe deu).

%d blogueiros gostam disto: